Caminhe lentamente e perca até 3kg em 1 semana

Enviado por em fevereiro 13, 2011 | 21:20 | Versão para impressão

Parece milagre, mas não é. O exercício em ritmo lento desencadeia uma reação química no corpo que intensifica a perda de peso. De acordo com pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, ocorre diminuição na produção do hormônio responsável por estimular o apetite (a leptina), o que reduz os picos de fome. ”Todo gasto energético rápido tende a ser compensado por uma enorme vontade de comer. A vantagem da perda de energia lenta e gradativa é a adaptação do apetite”, explica o metabologista Roberto Carlos Burini, professor do Centro de Metabolismo em Exercício e Nutrição da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

E mais: passos lentos aumentam a produção do hormônio que prolonga a sensação de barriga cheia. ”Uma molécula de aminoácido age no cérebro criando a impressão de que o organismo está satisfeito”, explica a nutricionista funcional Daniela Jobst, de São Paulo. A caminhada lenta ainda reduz 146% mais gordura abdominal do que a normal, garantem pesquisas da Universidade de Michigan, além de favorecer o emagrecimento por outro motivo: ”Ela causa o aumento da substância que ativa no organismo a queima de gordura, chamada catecolamina”, destaca o nutrólogo Edson Credidio, professor da pós-graduação da Sociedade Brasileira de Nutroterapia Funcional e Dietética, ligada à Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Além de ganhar um abdome retinho, você pode ter pernas modeladas e mais musculosas. A explicação é simples: ”Quando o ritmo é intenso, os níveis do hormônio do estresse, o chamado cortisol, são elevados e acabam retirando proteína dos músculos, o que reduz a massa muscular”, afirma o médico fisiologista do exercício Paulo Zogaib, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Já o personal trainer Marcelo Garcia, que supervisionou as mulheres desta reportagem e é proprietário do Espaço Personal, de São Paulo, afirma: ”Em sete dias de caminhada lenta, quem não tem nenhum condicionamento físico pode conquistar pernas até três vezes mais enrijecidas”.

Mas para esse exercício surtir efeito, é essencial que você respire certo, porque o tempo entre a inspiração e a expiração é que vai determinar o ritmo das passadas e ajudá-la a se concentrar no movimento. O ciclo respiratório é o mesmo utilizado no Pilates (técnica de conscientização corporal). Ou seja, você inspira pouco e solta lenta e profundamente pela boca, concentrando a força de saída do ar no abdome. ”Um bom truque para sentir o movimento é empurrar o ar pela garganta. A cada três passos, puxe o ar pelas narinas e solte-o pela boca”, ensina o professor Marcelo Garcia. Dessa forma há maior liberação e assimilação de endorfina, hormônio do bem-estar, e estímulo do músculo transverso, que sustenta a barriga. Ao ser trabalhado, favorece a perda de medidas da região.

Comentários

comentários

Boa Forma , , , , , , , , , , , ,

Leia também:

3 Comentários. Faça o seu!


Envie sua resposta